08/01/2015

Tetê, a loba-guará da família

Postado por: Mariana Castro | Categoria: itpets

Nos últimos 2 meses e meio, um animal diferente vem agitando a rotina na fazenda da nossa família, onde minha mãe mora. Localizada no alto da Serra da Mantiqueira, a propriedade tem mais de 50% de mata nativa, o que favorece o aparecimento dos mais diversos – e inacreditáveis – tipos de animais, que se sentem protegidos na área. Nesse cenário, foi resgatada uma loba-guará de poucos meses, e iniciou-se um novo capítulo no nosso aprendizado sobre os animais.

 

Tetê e seus irmãos foram abandonados pela mãe. A seca teve um impacto profundo na região, e provavelmente sabendo que não teria condições de alimentar os filhotes, correndo ainda o risco de morrer, a mãe escolheu abandonar e preservar a possibilidade de novas ninhadas no futuro. A natureza é cruel, em nome da auto-preservação… Da ninhada, Tetê foi a única sobrevivente, e foi encontrada no começo do mês de novembro, muito subnutrida e com a pata traseira esquerda fraturada.

 

Resgatada, foi encaminhada para o Dr. Alexandre Netto Armando, veterinário especializado em animais silvestres e amigo da família. Um exame minucioso constatou que a bichinha teria de 3 a 4 meses de idade, o tarso fraturado e um calo ósseo já em formação. Foram realizados vários exames – hemograma, parasitológico, raio-x – ela foi vermifugada e posteriormente vacinada. A pata foi imobilizada com uma tala, para aumentar as chances de recuperação dos movimentos.

 

Tetê com a perna fraturada, já imobilizada pela tala, na clínica do Dr. Alexandre

Tetê e sua perna fraturada, já imobilizada com a tala, na clínica do Dr. Alexandre

 

Ela foi então acomodada em uma área protegida – um canil com casinha –, para que pudesse se abrigar da chuva e do sol, com espaço para se movimentar até a remoção da tala. Desde o princípio, a grande preocupação foi como proceder para que a loba pudesse voltar a viver na natureza. A orientação dos especialistas foi de limitar a interação a um mínimo, não tocar nem muito menos agradar – tarefa que exige um auto-controle extremo de gente que ama animais como nós! Ela já está sem a tala, e manca muito pouco. A tendência é que tenha movimentação praticamente normal.

 

Dr. Alexandre administra vermífugo à loba-guará

Dr. Alexandre administra vermífugo à loba-guará

 

O próximo passo foi movê-la para um espaço maior, porém ainda cercado, onde ela tivesse mais liberdade para andar, se esconder e aprender a se virar. Muito tímida, e por ser um animal de hábitos noturnos, Tetê se mantém escondidinha durante o dia, sob a sombra de pés de mandioca. Mas não demonstra medo ou qualquer traço de agressividade quando nos aproximamos.

 

 

Já tendo conseguido matar e comer uma galinha que desavisadamente voou para dentro do canil, Tetê aprendeu o gosto de caçar, o que foi uma ótima notícia. Ela se alimenta de miúdos e cabeças de frango, quando não da sua caça. No início, também foi oferecida uma fruta conhecida como fruta-do-lobo. Da família do tomate e do jiló, a fruta pode chegar a compor até 50% da dieta do lobo-guará, e tem propriedades terapêuticas, prevenindo contra o verme-dos-rins, doença frequente e fatal para a espécie.

 

A questão seguinte era: como lidar com um animal assim? O que fazer? Entrar em contato com o IBAMA? Enviar para um centro de triagem? Como proceder para ajudar o animal sem cometer um crime ambiental? Mais uma vez, minha mãe buscou a consultoria do Dr. Alexandre e dos amigos da Polícia Ambiental da região. Os centros de triagem do IBAMA encontram-se abarrotados de animais, e sem condições de cuidar dos que já lá estão, ou muito menos de receber novos resgates. Na semana passada, a Polícia Ambiental fez uma visita, e está sacramentado: minha mãe é fiel depositária da loba-guará até que ela possa ser reintroduzida à natureza. Nesse momento, além de relativamente indefesa, Tetê é presa fácil para onças pardas, que também circulam pela fazenda. Quando adultos, lobos-guarás e onças se respeitam. O processo de reintrodução deve começar dentro de 3 ou 4 meses, quando ela atingirá a maturidade. A grande probabilidade é que Tetê permaneça nos arredores, pois já aprendeu a não temer os humanos – e enquanto estiver nas nossas terras, estará segura.

 

O lobo guará é o maior canídeo da América do Sul, e está ameaçado de extinção. É um animal inofensivo ao homem, que se alimenta de pequenos animais, aves, frutas e raízes.

 

O It Pet Blog não é apenas um lugar para pets e entusiastas, mas sim para todos os animais, que merecem nosso mais profundo respeito e consideração. Aliás, está na raiz do blog a vasta experiência de nossa família com animais e preservação ambiental, e um profundo amor por todas as criaturas.

 

Assinatura It Pet Blog

Tags:, ,

Uma resposta para “Tetê, a loba-guará da família”

  1. Como gosto de ler materias com histórias de preservação da vida animal.
    Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *