12/07/2014

Salty e Roselle, cães incríveis

Postado por: Mariana Castro | Categoria: itpets

É impossível ir a Nova York e não lembrar vividamente da tragédia das Torres Gêmeas, ainda mais visitando o 9/11 Memorial & Museum.

 

Dentre as pessoas que se salvaram durante os ataques, duas histórias são muito especiais. Omar Rivera e Michael Hingson são deficientes visuais, e foram salvos pela calma e perseverança de seus cães-guia, Salty e Roselle. Vale a pena recontar.

 

Omar perdeu a visão para um glaucoma, aos 29 anos de idade. Em 1999, tornou-se pai de Salty, um Labrador de três anos de idade, treinado como cão-guia pela Guiding Eyes for the Blind. Funcionário da autoridade portuária de Nova York e Nova Jersey, trabalhava no 71º andar da Torre 1 do World Trade Center. Ouvindo o impacto do primeiro avião, agarrou a guia de Salty, que calmamente o levou para a escada e o ajudou a descer até o lobby. Apesar do pânico geral e de interferências de pessoas que tentavam “ajudar” puxando Omar e o cão, Salty se manteve focado em sua tarefa, durante uma hora e quinze minutos, tempo que a dupla levou para descer do prédio. Ao chegarem ao térreo, correram para sair o mais rápido possível, pouco antes do colapso da torre.

 

Michael é deficiente visual desde que nasceu, e em 1999 formou dupla com a cadela Roselle, Labradora então com dois anos de idade, treinada pela Guide Dogs for the Blind. Formado em Física pela Universidade da Califórnia, trabalhava no 78º andar da Torre 1. Roselle dormia sob a mesa quando o primeiro avião atingiu a torre, apenas 18 andares acima deles. Com muita calma, a cadela conduziu Michael pela escadaria escura, descendo 1.463 degraus até o térreo. Alguns instantes após saírem do prédio, a Torre 2 desabou, e os detritos voaram pelos ares, atingindo-os. Mas Roselle prosseguiu com seu trabalho, até que ambos estivessem em segurança.

 

Em março de 2002, Salty e Roselle receberam a medalha Dickin, por sua bravura e lealdade para com seus donos. O prêmio foi criado por Maria Dickin, a fim de honrar a coragem de animais que serviram durante a Segunda Guerra Mundial.

 

Salty morreu em 2008, aos 11 anos de idade. Roselle se foi em 2011, aos 13. Após a morte de Roselle, Michael Hingson escreveu o livro Thunder Dog: The True Story of a Blind Man, His Guide Dog, and the Triumph of Trust at Ground Zero, e fundou a Roselle’s Dream Foundation, que dá apoio a crianças e adultos deficientes visuais, para que melhor se integrem ao mundo ao seu redor. Emocionante, não?

Tags:, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *