06/02/2014

Os cães-guia olímpicos de Danelle Umstead

Postado por: Mariana Castro | Categoria: itpets

Foi dada a largada para os Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi! Em meio a protestos e problemas, eis que encontramos uma história daquelas que precisamos contar.

 

Danelle D’Aquanni Umstead é esquiadora paralímpica, e faz parte da equipe dos Estados Unidos. Diagnosticada aos 13 anos de idade com retinite pigmentosa – doença que deteriora lentamente a visão –, a atleta compete tendo seu marido, Rob Umstead, como guia. Não só isso, a dupla conquistou a medalha de bronze em duas das cinco categorias em que competiu nos Jogos Paralímpicos de Inverno de Vancouver, em 2010, e o Campeonato Mundial da modalidade no mesmo ano.

 

Em 2008, buscando ter mais independência em sua vida, Danelle decidiu ter um cão-guia. Bettylynn, uma Labradora preta, foi treinada pela Guide Dogs for the Blind,  e tornou-se uma luz na vida da atleta. Danelle descobriu que andar com Bettylynn proporcionava muito mais do que amparo: a possibilidade de interagir com todas as pessoas que passaram a se aproximar dela para agradar a cadela e conversar com ela. Danelle jamais imaginou que poderia sentir-se tão segura com sua nova companheira. A Labradora viajou o mundo para competições, e tornou-se membro da família. Hoje com 8 anos, foi o primeiro cão-guia a integrar a equipe paralímpica americana, e foi recebida na Casa Branca pelo casal Obama.

 

Não bastasse todas as barreiras que Danelle teve que vencer ao longo de sua vida, no final de 2010 ela foi diagnosticada com esclerose múltipla – doença auto-imune que atinge o cérebro e o sistema nervoso central. No ano passado, o destino mais uma vez pregou uma de suas peças: Bettylynn foi diagnosticada com atrofia do nervo ótico, e perdeu completamente a visão no olho esquerdo. Não se sabe exatamente a causa do problema, e não há tratamento. O que resta é acompanhar um eventual desenvolvimento da doença no outro olho. Sem alternativa, Danelle tomou a decisão de aposentar Bettylynn como cão guia.

 

Danelle com Bettylynn, e as novas amigas Aziza e Bettylynn

Danelle com Bettylynn, e as novas amigas Aziza e Bettylynn

 

A fim de não perder sua preciosa independência, a atleta voltou a andar com sua bengala, apelidada de “Jaws”. No entanto, vários tropeções, tombos e dores a fizeram pensar em um novo começo. Decidida a buscar outro cão-guia, ela encontrou o par perfeito – mais uma vez! Aziza é uma Labradora amarela, de dois anos, e já está perfeitamente adaptada à rotina da família. Ela e Bettylynn tornaram-se boas amigas, e dão suporte uma à outra – na hora de trabalhar e de brincar!

 

Aos 41 anos, Danelle está preparada para Sochi e focada em vencer, contra todos os prognósticos. Aziza é seu novo grande suporte, e começa sua carreira de cão-guia do time americano sob os holofotes. Vamos acompanhar o progresso da dupla e torcer por Danelle. Elas merecem!!

 

Danelle vive em Park City, no estado de Utah, com seu marido, o filho de 5 anos, Brocton, e seus dois anjos da guarda, Bettylynn e Aziza.

 

Rob e Danelle com Bettylynn em 2010, e Danelle, agora guiada pela jovem Aziza

Rob e Danelle com Bettylynn em 2010, e Danelle, agora guiada pela jovem Aziza

Tags:, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *