20/07/2014

Matilda, rainha do Algonquin

Postado por: Mariana Castro | Categoria: itpets

O hotel Algonquin é um dos mais tradicionais de Nova York. Fundado em 1902, tornou-se ponto de encontro de figuras icônicas da cultura e das artes, como H.L. Mencken e Dorothy Parker. Mas seus personagens mais interessantes rondam o hotel há mais de 80 anos, ronronando para os hóspedes considerados dignos da acolhida.

 

A tradição teve início na década de 1930, quando o dono do hotel, Frank Case, acolheu um gato de rua, dando-lhe comida e um lar. O nome escolhido para o felino, Rusty – por sua cor de ferrugem –, logo foi mudado pelo ator shakespeariano e conhecido cat lover John Barrymore. O avô de Drew Barrymore, assíduo frequentador do hotel, sugeriu um nome mais teatral, Hamlet, personagem que encenava na época. Dizem que Barrymore oferecia leite ao gato em taças de champagne…

 

Desde então, o hotel tem um gato residente – todos os machos chamados Hamlet, e todas as fêmeas Matilda. A origem do nome feminino infelizmente perdeu-se no tempo. A atual Matilda é uma Ragdoll resgatada, e reina absoluta desde dezembro de 2010. Para quem não sabe, Ragdoll – ou “boneca de pano” – é uma raça desenvolvida nos Estados Unidos nos anos 1960.

 

Matilda circula por todas as áreas do hotel, com exceção dos restaurantes e cozinha. Pode ser vista confortavelmente deitada no carrinho de bagagens – onde a encontrei – e sobre o balcão da recepção, recebendo hóspedes e visitantes – onde a fotografei! O segundo andar é seu espaço predileto, para o qual ela tem um túnel exclusivo. Ela tem também sua própria página no Facebook, perfil no Twitter e e-mail, e se corresponde com fãs do mundo inteiro através de sua ghost writer, a gerente Alice de Almeida.

 

Matilda Algonquin

Cartão de visitas, cartão postal e toda a história de Matilda e seus antecessores fazem parte da papelaria oficial do hotel

 

Todos os anos, o hotel promove um evento beneficente para comemorar o aniversário de Matilda, e arrecadar fundos para projetos de resgate e adoção de animais abandonados. O evento figura entre os mais importantes do circuito pet na cidade, e recebe celebridades humanas e felinas. Há uma história memorável: em 2002, na presença de 150 convidados, a Matilda da época saltou sobre o bolo e saiu correndo, deixando pegadas de glacê por todo o lado!

 

Uma visita ao hotel Algonquin é sempre um prazer, pela atmosfera embebida em tradição e misticismo. Ainda mais se for para visitar Matilda, e quem sabe experimentar o drink criado em homenagem a ela – uma mistura de champagne, suco de laranja, Cointreau e vodka.

Tags:, , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *