17/07/2014

Alimentação natural: a missão do Cachorro Verde

Postado por: Mariana Castro | Categoria: itcare

Anda-se falando muito na mídia sobre o aumento da expectativa de vida de pets – aqui e em vários outros países. Graças à modernização de exames, tratamentos e medicamentos, podemos ter nossos filhos junto de nós por mais tempo. No que diz respeito à alimentação, no entanto, a tendência mundial representa uma volta ao passado, quando não existiam rações, e os animais comiam comida caseira. Restos de comida de humanos? Não, de forma alguma! Os avanços na área da nutrição animal possibilitaram criar dietas balanceadas específicas, para que cães e gatos tenham uma qualidade de vida ainda melhor.

 

No Brasil, a grande referência neste assunto é Dra. Sylvia Angelico, dona do site Cachorro Verde. Como o próprio nome diz, o site – que começou como um blog e hoje agrega uma quantidade massiva de informação sobre este e outros assuntos relativos à saúde animal – tem como objetivo ajudar seu pet a ser mais “verde”. Um número cada vez maior de pais de pet, que buscam para si próprios um estilo de vida mais saudável, embarcam nessa ideia para que seus queridos possam tirar proveito dos benefícios de uma dieta natural balanceada.

 

Sylvia já era formada em Jornalismo quando decidiu cursar Medicina Veterinária. Na faculdade, percebeu que as soluções apresentadas para doenças e problemas em animais tinham sempre um cunho medicamentoso, e na maioria dos casos bastante agressivo. Alergias, dores e outras condições eram tratadas pura e simplesmente com remédios, que muitas vezes resultavam em efeitos colaterais, como intolerância, úlceras, ou pior. Foi quando uma amiga mencionou um livro de curas holísticas para cães e gatos, de autoria da americana Diane Stein. Este foi o grande divisor de águas.

 

A porção jornalista, curiosa, foi atrás da informação. Suas pesquisas a levaram à Califórnia, a meca mundial da alimentação natural para pets, onde lojas inteiras são dedicadas a dietas caseiras, com geladeiras cheias de diferentes marcas regulamentadas pelas autoridades americanas de pet food. Descobriu que o mesmo acontece no Canadá, na Austrália, na Europa. E descobriu que no Brasil já havia um grupo de pessoas alimentando seus cães com comida caseira, ainda que considerados como “outsiders”. Decidiu então mudar a dieta de seus próprios pets, e os resultados foram impressionantes. Queda de pelo, otites e mau hálito desapareceram, e a forma física melhorou visivelmente.

 

Assim nasceu o Cachorro Verde. Desde 2008, Sylvia vem estudando e escrevendo extensivamente sobre o tema. No site, encontra-se a descrição detalhada (detalhadíssima) de três tipos básicos de dietas – crua com ossos, crua sem ossos e cozida. Cada uma tem suas vantagens e desvantagens, que são descritas e dissecadas. A leitura do site demanda tempo e dedicação, mas as recompensas valem a pena. Por exemplo, há muitas coisas do nosso dia a dia que fazem mal a nossos pets, como cebola, pão e macarrão, você sabia?

 

Sylvia atende cães e gatos, desde filhotes a adultos e idosos, em seu consultório no pet shop MOM Cães & Gatos & Você, em São Paulo. Apesar de receber vários pets que já apresentam problemas e pais que buscam soluções através da AN (sigla para alimentação natural, que aparece constantemente no site), é cada vez maior o número de pessoas que a procuram como forma de prevenção. Sylvia atende também por Skype, e fala com gente de todo o Brasil e do mundo. Entre em contato com a Dra. Sylvia e agende uma consulta para seu pet!

 

Os pets da Sylvia

Os quatro cães da Dra. Sylvia Angelico vêm colhendo os benefícios da AN desde a criação do Cachorro Verde:

 

Oliver, um Pastor de Shetland nascido em 2001, é o mais senior da turma. Adepto da AN desde 2008, tem um câncer de pulmão diagnosticado desde o final do ano passado, mas totalmente controlado e sem sintomas ou incômodos. A dieta e o tratamento com homeopatia muito provavelmente são responsáveis por este controle, e pela maior qualidade de vida de Oliver.

 

Maya é Teckel de pelo longo, adotada do famoso canil Salatino, nascida em 2003. Tem também idade avançada, mas nunca teve problemas de saúde.

 

Corah, uma Golden Retriever nascida em 2009, é mantida na alimentação crua com ossos desde os 70 dias de idade. É muito gulosa, e por ser a AN extremamente saborosa, comeria o dia inteiro se pudesse!

 

Polly foi resgatada em 2011 pelas protetoras do Projeto Segunda Chance, e deve ter 5 ou 6 anos de idade. Sofria de sarna demodécica em estágio avançando, com várias áreas do corpo completamente sem pelos. Hoje é uma das mais peludas da casa. É inteligentíssima e criativa, como todo bom vira-lata!

 

Os pets do Cachorro Verde

Oliver, Maya, Corah e Polly

 

A experiência do It Pet

Meus filhos (bípedes) sempre tomaram sopinhas feitas em casa, com ingredientes variados e muito saudáveis. Nada de potinhos! Desde que conheci o trabalho da Dra. Sylvia, venho estudando o Cachorro Verde, para fazer a mudança da dieta dos meus pets com o conhecimento necessário.

 

Há cerca de 4 meses, comecei a cozinhar para Docinho, Kalu e Antonia, de forma ainda muito simplificada. Desnecessário dizer que eles amaram a comida! Agora, no final das férias, todos passarão por consulta com a Dra. Sylvia, para efetivamente fazermos a mudança para a AN. Vamos acompanhar cada passo desse processo aqui no blog, não percam!

 

Antonia e Cachorro Verde

Antonia foi visitar a Dra. Sylvia na Mom, o dia da entrevista

Tags:, , , ,

11 respostas para “Alimentação natural: a missão do Cachorro Verde”

  1. Fabiana disse:

    Linda matéria!! Muita saúde pros nosso peludos com AN!

  2. Zélia Regina Cardoso Motta Lima disse:

    Adorei essa reportagem Achei maravilhoso que nossos pet’s
    possam ter uma alimentação natural. Você poderia me informar se aqui em Porto Alegre-Rio Grande do Sul, tem alguma loja para pet’s que venda esses alimentos ? Obrigado
    e parabéns pelo seu belo trabalho.

    • It Pet disse:

      Oi, Zelia! Que bom que gostou! Em São Paulo e no Rio de Janeiro há duas marcas de comida natural congelada para cães, mas é só. Eu tenho cozinhado para os meus, dá um pouquinho de trabalho no começo, mas os resultados na saúde dos nossos pets e o custo-benefício compensam! Se quiser umas dicas, te ajudo!

  3. Só agora vi a matéria. Ficou excelente, uma das entrevistas mais estimulantes das quais já participei. Muito obrigada pelo carinho e pela divulgação da AN e do Cachorro Verde! 😀

    Será um prazer imenso conhecer suas outras peludas e te ajudar com a comidinha delas!

    Ah! Só um detalhe: desde o ano passado atendo somente cães como nutróloga. Amo gatos, mas senti necessidade de escolher uma espécie para me especializar, pois as duas são muito diferentes no que diz respeito à dieta e hábitos alimentares.

    Abraços e muito obrigada pelo espaço, mais uma vez!

  4. Gilda Meiva Nakamura de Oliveira disse:

    Adorei saber que nossas crianças de quatro patas podem ter uma alimentação natural que não só ração. Mas aqui em Goiás, principalmente no interior, acho difícil encontrar. Vou ter que fazer algumas receitas para eles.Onde posso encontrá-las?
    Sylvia, parabéns pelo seu maravilhoso trabalho !

  5. É a saída para alimentar de forma nutritiva os nossos bichinhos. A ração é uma caixa-preta, a gente não sabe o que pode conter (provavelmente muita porcaria). Infelizmente é difícil fazer a AN. Se tivessem “marmitas” pra cachorro, ajudava muito.

  6. Maria José Teles disse:

    Elhpr cpisas do mundo esse blog

  7. Danny Souza disse:

    Adorei seu blog, ótimas dicas e matérias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *